EXAMES E PROCEDIMENTOS
 Ceratocone - Crosslinking de Colágeno Corneano

O Ceratocone é uma condição na qual o estroma corneano apresenta baixa rigidez, tornando-se mais elástico e fino. Essa perda de rigidez permite a formação de uma área abaulada (ectasia) mais protrusa (cone), com consequente irregularidade da curvatura corneana e diminuição acentuada da acuidade visual. Isto se deve ao fato de que a estrutura da córnea, composta por fibras colágenas sofrer alterações que reduzem a sua espessura e sua resistência biomecânica.


No procedimento denominado Crosslinking de Colágeno, o emprego da luz UVA (370 nm), associada à riboflavina, cria novas ligações entre as moléculas de colágeno adjacentes, reduzindo significativamente a elasticidade e aumentando a resistência biomecânica do tecido corneano.

O “cross-linking” não representa a cura definitiva do ceratocone. Sua meta é deter a progressão do mesmo, e com isto, conter a deterioração da visão e evitar a necessidade de um transplante de córnea.


O cross-linking de colágeno corneano tem como objetivo retardar e/ou estabilizar a progressão do ceratocone. O procedimento é eficaz, com baixo índice de complicações, podendo ser indicado para pacientes com ceratocone progressivo e ectasia progressiva pós-cirurgia refrativa.

ASSISTA O VÍDEO ABAIXO: 

Discute a progressão do dano à córnea de doenças como ceratocone e mostra como um tratamento de reticulação UV pode ajudar a interromper essa progressão.

Whatsapp-1.png